Summer Fund Drive
Meta: $7,000
Given so far: $928
13%
31 Apoiadores
15 Dias Restantes

Família Cristã com 14 Filhos Deixa a América e Muda-se para a Rússia

"A Rússia pode não ser perfeita, mas em geral eu não encontrei um lugar melhor. Felizmente, na Rússia a Igreja Ortodoxa está se fortalecendo e tendo um impacto positivo sobre a cultura".

Steve Mitchell do Missouri, de 40 anos, comprou 217 hectares de terra na Rússia central, no distrito Ust-Kalmansky de Altai. Ele pretende construir uma fazenda próxima da vila de Verkh-Slyudyanka e viver nela com sua esposa e quatorze filhos.

Na entrevista abaixo, Steve fala sobre como ele decidiu mudar-se para o Altai e por que ele considera que a Rússia seja o melhor lugar para sua família.

Steve Mitchell com sua família

Há muitos anos, Steve estava simultaneamente estudando na universidade, estudando teologia e organizando um empreendimento de jardinagem. Então, sua família cresceu rapidamente. Naquele tempo ele também estava envolvido com política, portanto decidiu deixar a universidade. Ao mesmo tempo, ele começou a pregar em igrejas Protestantes. Ele deixou de ser um pregador quase há um ano, quando seu interesse pelo Cristianismo antigo o conduziu até a Igreja Ortodoxa.

Atualmente, Steve vive no centro-oeste Americano. Ele começa cada dia as 4:45 da manhã lendo a Bíblia, e as 7 da manhã, ele vai trabalhar na sua empresa de jardinagem. 

Sua esposa, Margot, trabalha diligentemente com as crianças, educando domiciliarmente oito deles. Ela também ajuda seu marido em sua empresa. Ela apoia com alegria a decisão de seu marido de mudar de país.

"Ela é a melhor esposa, mãe e amiga no mundo", diz Steve.

Steve Mitchell and his wife Margot
Steve e Margot Mitchell

Steve, como você se decidiu por deixar a América e mudar para a Rússia?

- Anos atrás, eu estive interessado em política, e até mesmo pensei que gostaria de me tornar um deputado ou senador. Todavia, cerca de 12 anos atrás, eu comecei a estudar os ensinamentos de Jesus e isto me ajudou a começar a focar em outras coisas: em Deus, na família e nos outros carentes de ajuda. Eu tinha crido anteriormente que os EUA eram o melhor país do mundo, mas então esse preconceito foi abalado. Eu comecei a entender que os EUA eram altamente imperialistas e egoístas, e comecei a me desapontar com o modo que os Estados Unidos tratavam outros países.

Por volta daquele tempo, eu percebi como o Presidente Putin tem tornado a Rússia - de um país de terceiro mundo - em uma das principais nações com uma economia crescente. Eu amo assistir o progresso da Rússia à distância, e eu tenho percebido o grande desenvolvimento da nação Russa nos últimos 20 anos.

Ao mesmo tempo, o nível moral dos Estados Unidos tem caído drasticamente. Quando eu era um garoto, você nunca iria ouvir a palavra "homossexual" sem constrangimento. Todavia, nos últimos 25 anos, a cultura Americana tem chegado no conceito de "transgenerismo". Em uma rádio nacional, eu ouvi histórias sobre transsexualidade pelo menos 4 ou 5 vezes em uma semana. Como um Cristão Ortodoxo crente, eu não desejo criar meus filhos e netos sob a influência de tão intensa imoralidade.

Na América, as pessoas estão ficando loucas. O ofensor é frequentemente tratado como a vítima. Um menino na escola pode ser chamado de "menina" muito embora ele tenha nascido um menino e tenha um pênis. Loucura! Enquanto isso, eu não tenho ouvido nada parecido acontecendo na Rússia. Esta é uma das maiores razões para se mudar. A bússola moral na Rússia não desapareceu dos corações humanos.

- Você está descontente com o imperialismo Americano e admira o Putin. Entretanto, ele também é frequentemente censurado por este tipo de ambição.

- Olhe para o mapa mundi e veja onde as bases Norte Americanas estão. Você verá que os militares Americanos estão em todo o planeta. A presença dos militares Russos não pode nem ser comparada.

As autoridades Norte Americanas não são generosas. Eles dizem estar apenas tentando levar a "paz", quando na verdade eles tencionam expandir seu poder e influência a fim de obter ganho financeiro. Nos últimos anos, eu não creio que a Rússia tenha agido desta forma.

Steve, quais são seus planos? Quando vocês vão se mudar e o que farão em Altai?

- Tudo pode mudar, mas até aqui, este é o plano. Eu tenho um parceiro de negócios chamado Andrei. Neste inverno, ele irá conectar a eletrecidade, cavar um poço e conseguir a permissão para assentar a fundação do galpão. Ele também está contratando um advogado para nos ajudar a estabelecer uma cooperativa agrícola.

Assim que tudo estiver pronto, eu espero que meu filho mais velho possa vir para cá para construir um curral para o gado. Nós também teremos que construir uma zona de processamento e um complexo residencial.

Depois de 4 ou 5 anos de trabalho, eu espero ter uma fazenda funcional com animais. Então nós estaremos prontos para mudar com toda a família.

- Que tipo de fazenda você pretende construir?

- Eu pretendo ter uma pequena fazenda de laticínios, com 10 a 20 vacas. Nós queremos fazer queijo, manteiga, yogurte e sorvete, e queremos produzir carne de alta qualidade. Então poderemos vender para aqueles que apreciam comer produtos agropecuários frescos, saudáveis e orgânicos.

Nós também queremos vender bezerros para outros fazendeiros, cultivar um grande pomar, vender maçãs, pêras e cerejas enlatadas durante o inverno.

- Você planeja mudar-se com toda a família?

- Apenas Deus sabe. Eu gostaria que todos os meus filhos - 7 filhos e 7 filhas - viessem conosco. Entretanto, eu penso que meu filho adotado mais velho fique nos Estados Unidos. Ele tem 18 anos, e pode decidir que ele está confortavelmente bem permanecendo nos EUA. Isto seria muito, muito triste para mim. Todavia, o resto dos meus filhos irão comigo, a não ser que minhas filhas mais velhas já tenham se casado até lá.

Семья Стива Митчелла Фото: из личного архива героя(ев) публикации

Que sentimentos você tem experimentado enquanto se prepara para mudar?

- Nós estamos animados, e esperamos nos mudar antes do que está atualmente planejado. Ninguém está com medo disso. Para nossos filhos, isto é uma aventura. Para mim e minha esposa, o pensamento de uma nova terra e idioma é promissor.

Entretanto, você não sabe nada do idioma.

- É verdade, mas eu terei aulas e aprenderei. Irei focar nisso durante os próximos dois anos. Minha esposa é muito inteligente, e irá aprender a língua rapidamente. Nossos filhos irão aprender a falar Russo rapidamente. Eles já começaram a estudar o dicionário Russo e aprenderem algumas frases.

- De que outra forma você está se preparando para mudar-se para o Altai?

- Eu passo tempo estudando, buscando que tipo de coisas eu irei precisar e quanto elas me custarão; Eu passo muito tempo olhando no Avito.ru, me familiarizando com os preços de equipamentos agrícolas e animais. Eu também pesquiso os pré-requisitos legais para me tornar residente permanente.

- Quantas vezes você esteve na Rússia, e como você procurou por um lugar para a fazenda?

- Cerca de 3 anos e meio atrás, eu decidi pesquisar na internet por Americanos que haviam ido para a Rússia e se envolvido com agropecuária. Eu descobri uma matéria sobre Justus Walker (também conhecido como o "Leiteiro Feliz": um Americano conhecido na Rússia, que está construindo uma fazenda familiar no distrito de Soloneshensky). Nós nos correspondemos por e-mail, e ele ajudou a responder minhas dúvidas.

Naquele momento eu estava pronto para comprar um terreno no noroeste da Rússia. Eu tinha uma amigo que haveria de trabalhar comigo para comprarmos a propriedade, mas então ele mudou de ideia. Naquele ponto eu já não sabia o que fazer. 

Justus me convidou para visitá-lo, e eu cheguei bem no tempo em que ele havia se mudado da região de Krasnoyarsk para o Altai. A natureza era belíssima lá, e as pessoas eram tão boas e gentis, que eu decidi me estabelecer por perto. Seis meses depois, em março de 2017, eu visitei novamente a fazenda do Justus e minha resolução foi fortalecida.

Ao todo, eu viajei 5 vezes para a Rússia. Eu estive em Moscou, Novosibirsk, Barnaul e na região selvática da Sibéria próximo do Justus. Esta é uma terra muito bela, talvez o lugar mais belo em que eu já estive. Esta é a terra em que as pessoas (pelo menos por enquanto) ainda são bem humildes, então elas ainda não se tornaram "falsas", e não perderam seu senso comum. Em nenhum outro lugar eu vi tanta hospitalidade para comigo, um completo estranho. Em geral, a Rússia é um país com um grande potencial.

На ферме Джастаса Уолкера в Солонешенском районе.
A fazenda de Justus Walker na região de Soloneshensky

- Existem vários Russos que dizem que os Estados Unidos são o melhor lugar para encontrar uma "vida real".

- Eu encontrei tais pessoas na Rússia. Eu penso que eles são iludidos pelo desejo de prosperidade e grandeza.

- Você tem experiência com fazenda? Em geral, qual sua ocupação agora?

- Eu tenho certa experiência. Quando estive na escola, eu trabalhei num gran rancho. A família da minha esposa tem uma fazenda de laticínios na Dakota do Sul. Atualmente, nós pessoalmente temos três vacas, e nossos filhos as ordenham.

- Pode haver outros países que atendam seus critérios necessários. O que fez você escolher a Rússia?

- Para ser honesto, eu não encontrei nenhum outro país que pudesse atender todos os principeis critérios. Talvez eu não tenha percebido algo, mas, por exemplo, nos países da União Européia, os pais são obrigados a enviarem seus filhos para escolas públicas, ao passo que na Rússia nós podemos ensiná-los em casa. Diferentemente da Europa Ocidental, a Rússia não apoia a agenda homossexual. Além disso, a legislação migratória na Rússia é muito melhor.

A Rússia pode não ser perfeita, mas em geral eu não encontrei um lugar melhor. Felizmente, na Rússia a Igreja Ortodoxa está se fortalecendo e tendo um impacto positivo sobre a cultura.

Fontes: altapress.ru / komsomolskaya pravda