O Futuro da Rússia, Predito por Famosos Santos Cristãos (Parte 2)

"Quem é que disse que a Rússia está perdida, que ela pereceu? [...] Não, não, ela não está perdida, ela não pereceu e não perecerá, mas o povo Russo precisa ser purificado de seus pecados por meio de grandes provações. É preciso orar e fervorosamente se arrepender. Contudo, a Rússia não está perdida e nem pereceu".

MORE:Santos

Esta é a segunda parte de nossa série sobre famosas profecias dos santos acerca do futuro da Rússia (A terceira parte será publicada no final desta semana). 

As piedosas pessoas aqui citadas, na maior parte santos, anteviram a catástrofe da Revolução Russa de 1917 e o longo e sangrento período de um ateísmo beligerante.

Muitos deles, entretanto, viram além da destruição... sobre um breve, mas vívido renascimento da Rússia e da Ortodoxia.

(Essas profecias foram publicadas na edição de Maio-Junho de 1973 da revista The Orthodox Word - Irmandade de São Germano, Platina, Califórnia. Você pode encontrar o artigo na íntegra aqui, em OrthoChristian)


Hieromonge do Esquema Arístocles, Ancião do Monte Athos 

Hiero-Schemamonk Aristocleus. Photo: drevo-info.ru

No dia 6 de Março, de 1917, logo após o estopim da Revolução, o Padre Arístocles disse que o julgamento de Deus havia então começado entre os vivos, que nem sequer uma nação, uma pessoa, permaneceria na terra que não fosse afetada.

O princípio seria na Rússia, mas iria continuar dali em diante.

Ele não disse nada de reconfortante, todavia, sempre repetia:

"Não temais nada, não temais. O Senhor revelará Sua misericórdia milagrosa".

Mais tarde, antes de sua morte no dia 26 de agosto de 1918, quando soube que o Exército Branco havia sido formado e que havia esperança, ele disse:

"Não, não há esperança, pois o espírito não está certo".

Ele disse que todos deviam sofrer muitíssimo e se arrepender profundamente, que apenas o arrependimento através do sofrimento iria salvar a Rússia. Quando foi avisado que a guerra ainda não havia acabado, ele disse:

"Mas haverá ainda outra. Não se alegrem sobre esta apressadamente. Muitos Russos pensarão que os Alemães irão livrar a Rússia do poder Bolchevique, mas não é bem assim.

Os Alemães, é verdade, entrarão na Rússia e farão muitas coisas, mas eles irão embora, pois ainda não será o tempo do livramento. Isso será depois, depois".

"Agora passamos pelos tempos que antecedem o​​​​​​​ Anticristo. Contudo, a Rússia ainda será livrada. Haverá muito sofrimento, muita tortura. Toda a Rússia se tornará uma prisão, e há de se suplicar grandemente ao Senhor por perdão. É preciso arrepender-se de seus pecados e temer até mesmo o menor dos pecados, esforçando-se para fazer o bem, até mesmo o menor deles. Pois até mesmo a asa de uma mosca tem peso, e as balanças de Deus são precisas. E quando até mesmo o menor dos bens na taça virar a balança, então Deus revelará Sua misericórdia sobre a​​​​​​​ Rússia".

Dez dias antes de seu repouso, ele disse que o fim viria por meio da China. Haverá uma extraordinária irrupção e então um milagre de Deus será manifesto.

Haverá depois uma vida completamente diferente, mas que tudo isso não duraria muito tempo.

Orthodox Russia, 1969 , No . 21, p. 3

Hieromonge do Esquema​​​​​​​​​​​​​​ Aleixo, do Eremitério de Zózimo

Hiero-Schemamonk Alexius. Photo: drevo-info.ru

Depois do estopim da Revolução, o Ancião Aleixo, do Eremitério de Zózimo, se encontrava no Monastério de Chudov.

O Ancião sempre esteve presente nas Vésperas da igreja do Monastério de Chudov, e após sua conclusão abençoava as pessoas. O povo estava confuso, todos choravam e tinham medo.

Certa vez, Padre Aleixo permanecia no ambão antes do altar dedicado à Anunciação, e o povo, ao seu redor, falava e perguntava, estando simplesmente tomado de pesar.

Alguém exclamou em alta voz: "Então nossa Rússia está perdida, a Santa Rússia está perdida!".

O Padre lá permanecia, alto, magnífico e radiante. De súbito ele perguntou com alta voz:

"Quem é que disse que a Rússia está perdida, que ela pereceu? [...] Não, não, ela não está perdida, ela não pereceu e não perecerá, mas o povo Russo precisa ser purificado de seus pecados por meio de grandes provações. É preciso orar e fervorosamente se arrepender. Contudo, a Rússia não está perdida e nem pereceu".

Hieromonge Barnabé, da Esquete de Getsêmani

Hieromonk Barnabas of the Gethsemane SketeO clarividente Ancião Barnabé falou dos desastres que viriam sobre a Rússia e as fiéis perseguições da Fé Ortodoxa.

Quando uma grande e magnífica igreja estava sendo construída no convento que ele fundou, uma das monjas falava ao Pe. Barnabé sobre isso com entusiasmo, mas o Ancião respondeu:

"Você viverá para ver o tempo em que não somente esta igreja não estará aqui, mas até mesmo o local sobre o qual ela se encontra será pavimentado".

A monja nos contou isso após a Revolução. As palavras do ancião foram cumpridas. Não apenas aquela maravilhosa igreja foi destruída, mas o próprio local em que ela se encontrava foi pavimentado.

O Ancião Barnabé disse:

"As perseguições contra a fé irão aumentar gradualmente. Haverá um luto e trevas de que nunca se ouviu antes, e quase todas as igrejas serão fechadas.

Contudo, quando parecer para o povo que é impossível aguentar mais, então virá a libertação. Haverá um florescimento.

Igrejas vão até mesmo ser construídas. Isso será um florescimento antes do fim".

Alguns dos Novos Mártires da Rússia falaram coisas similares, usando as palavras dos Santos Pais, que viria um luto tal que o mundo nunca antes viu, mas que depois viria um breve florescimento, antes do fim do mundo.

De fato, poderá haver um luto mais amargo do que as perseguições do regime satânico que destruiu e profanou tudo que havia de sagrado - igrejas, ícones, santas relíquias - com uma ira puramente diabólica, torturando velhos sacerdotes e monges, arrancando seus olhos, cortando seus narizes e línguas, crucificando-os, baleando-os na boca enquanto falavam "nós te damos comunhão"?

Entretanto, as perseguições trouxeram um florescimento inédito da fé.

As pessoas iam para a tortura e a morte com alegria, cantando; houve até o caso de crianças confessoras e mártires. A opinião geral na Rússia é que tamanho florescimento só poderia se dar antes do fim de todas as coisas.

Com relação a esse florescimento, o Bispo Pedro, o Novo Mártir, também se pronunciou.

Ele não mencionou um florescimento exterior. Aqueles que vivem apenas pelas padrões do mundo não podem entender isso; pois para tal é necessário haver uma revelação ao coração.

De uma carta privada (N . Kieter)

MORE:Santos
  • Shqip
  • العربية
  • English
  • Français
  • Deutsch
  • Bahasa Indonesia
  • Italiano
  • Português
  • Русский
  • Español