Summer Fund Drive
Meta: $10,000
Given so far: $3,902
39%
128 Apoiadores
24 Dias Restantes

Bispo Ortodoxo Grego Detido por Manter Igreja Aberta para Culto

Quando o governo ultrapassa sua autoridade interferindo no culto público e voluntário, sabemos que um tempo de perseguição chegou

Originally appeared at: Union of Orthodox Journalists

O Metropolita Serafim de Citera foi acusado porque as portas do templo estavam abertas para todos durante o serviço e também porque os sinos foram tocados antes do rito.

No dia 21 de março de 2020, veio à tona que o prefeito da cidade Grega de Citera e Anticítera, Stratos Harhalakis, ordenou a prisão do Metropolita Serafim (Stergiulis) de Citera e Anticítera por servir a Divina Liturgia, segundo a matéria da mídia Lifo.gr.

Conforme a matéria, o Metropolita Serafim de Citera foi detido após ter prestado culto na Catedral da Exaltação da Santa Cruz, contrário à decisão das autoridades que baniram todos os ritos religiosos no país devido ao coronavírus.

Além disso, como foi enfatizado na matéria, as portas do templo estavam abertas para todos e os sinos foram tocados antes do rito começar.

O fato "despertou a ira do prefeito", mas a decisão de prender o metropolita "perturbou a opinião pública". O prefeito disse que "ninguém está acima da lei". 

O metropolita, tendo chegado na delegacia de polícia da ilha, disse à polícia que ele ainda não havia recebido a encíclica enviada pelo Arcebispo Jerônimo. No final, o hierarca foi solto por ordem da autoridade competente, mas um processo foi aberto contra ele. 

Anteriormente, a União dos Jornalistas Ortodoxos escreveu que, devido ao coronavírus, as autoridades Gregas haviam proibido todos os serviços, mas o Sínodo da Igreja da Grécia decidiu que os serviços Dominicais iriam continuar, ainda que de uma forma abreviada.