Secretário de Estado Admite que o Governo dos EUA Apoia Ativamente os Inimigos da Igreja Ortodoxa

A Igreja Ortodoxa recentemente foi atormentada por cismas e divisões, e o Secretário de Estado dos EUA agora admite que o governo Americano apoia aqueles que atacam a Igreja.

O Patriarca de Constantinopla tem se intrometido no território dos Bispos Ortodoxos Russos, tentando dar legitimidade às falsas igrejas cismáticas na Ucrânia, resultando na ruptura da comunhão entre as Igrejas Russa e Grega. O secretário de Estado Mike Pompeo diz que o governo Americano tem pressionado outras igrejas ortodoxas a aprovar essas ações.

MORE:Notícias
Originally appeared at: Orthodox Christianity

No mês passado, o Ministério das Relações Exteriores da Rússia declarou estar ciente de que os políticos dos EUA pressionaram os hierarcas das Igrejas Grega e Cipriota a reconhecer a cismática “Igreja Ortodoxa da Ucrânia” (IOdU).

OrthoChristian escreveu sobre o papel dos EUA na criação e propagação da IOdU muitas vezes, e os hierarcas da IOdU até falaram abertamente sobre isso por vezes. Os hierarcas e meios de comunicação pró-Constantinopla e pró-cismáticos têm rotineiramente descartado tais declarações e relatórios como "propaganda Russa".

Twitter


No entanto, em um Tweet ontem, o secretário de Estado Mike Pompeo reconheceu abertamente a interferência dos EUA na crise da Igreja Ucraniana:

Took action on lots of fronts with Russia, including religious freedom. I made sure the U.S. supported international recognition of the Orthodox Church of Ukraine, helped the Metropolitan escape Russian influence. #FirstFreedoms pic.twitter.com/PqSktjPnsf

— Secretary Pompeo (@SecPompeo)

January 3, 2021

Agi em diversas frentes com a Rússia, incluindo liberdades religiosas. Garanti que os EUA apoiassem o reconhecimento internacional da Igreja Ortodoxa da Ucrânia, ajudando o Metropolita [Epifânio] escapar da influência Russa. #PrimeirasLiberdades pic.twitter.com/PqSktjPnsf
- Secretário Pompeo (@SecPompeo)
3 de janeiro de 2021

O secretário Pompeo é mostrado na foto com Epifânio Dumenko, o chefe dos cismáticos Ucranianos. O Tweet é parte de uma enxurrada de tweets anti-Russos do secretário ontem.

Infelizmente, há pouca esperança de que os EUA parem de se intrometer nos assuntos da Igreja sob Joe Biden, que se autointitulou um grande amigo e apoiador do Patriarcado de Constantinopla como o suposto centro da Ortodoxia.

Em novembro, o Patriarca Bartolomeu expressou sua alegria com a aparente vitória de Biden nas eleições presidenciais e, em resposta, Biden escreveu que espera cooperar com o Patriarca. A comunidade internacional “precisa de sua liderança”, escreveu ele ao primaz de Constantinopla.

MORE:Notícias