Summer Fund Drive
Meta: $10,000
Given so far: $4,389
44%
154 Apoiadores
18 Dias Restantes

A Rússia está Saindo das Dívidas, Conforme Ensina o Cristianismo

A Fé Cristã ensina a importância de sair das dívidas. A Rússia realmente está fazendo isso. Apesar das sanções do Ocidente, a Rússia agora possui mais ativos do que dívidas.

MORE:Notícias
Originally appeared at: RT

Graças ao constante crescimento das reservas de ouro e de divisas, a taxa de dívida/PIB da Rússia ficou negativa pela primeira fez desde que sua economia foi afetada pelas sanções do Ocidente e pela crise do mercado de petróleo em 2014.

No dia 1 de agosto, a dívida estatal (em nível federal, regional e municipal) acumulava 16.2 trilhões de rublos (cerca de 247,3 bilhões de dólares). Ao mesmo tempo, os ativos líquidos do governo federal, das regiões e dos fundos não orçamentários somavam 17.6 trilhões (cerca de 268,8 bilhões).

Isso significa que, em termos gerais, a dívida estatal tornou-se menor do que o patrimônio nacional, de acordo com os cálculos feitos pela RBC, outlet de negócios Russo, baseados em dados do Banco Central do país e do ministério das finanças. Algo que resulta disso é o fato de que a Rússia seria capaz de cobrir completamente seus empréstimos feitos tanto de credores domésticos quanto estrangeiros utilizando somente os fundos estatais mantidos pelo Banco Central da Rússia e outros bancos comerciais.

Recentemente, o Presidente Vladimir Putin anunciou que a reserva de divisas da Rússia cobre completamente a dívida externa "pela primeira vez na história".

A Rússia tem aumentado seu estoque de ouro e impulsionado suas reservas nos últimos anos como parte de uma medida para conduzir sua economia para longe do dólar americano. Moscou também conseguiu cortar significativamente sua dependência do petróleo, além de outras reformas.

"O que tem sido feito na macroeconomia Russa entre os anos de 2014 e 2019 é algo certamente para os livros de história", afirmou o Ministro do Desenvolvimento Econômico da Rússia, Maksim Oreshkin, neste mês.

Todavia, ainda que grandes reservas ajudem significantemente a mitigar riscos financeiros para o país, elas podem dificultar o crescimento econômico, conforme analistas. De fato, enquanto a Rússia contemplou o​​​​​​​ maior crescimento do PIB em seis anos (2,3% em  2018), sua economia já desacelerou. No segundo trimestre de 2019 o PIB esteve 0,9% mais alto do que se comparado ao mesmo período do último ano, ao passo que nos primeiros três meses a economia Russa cresceu somente 0,5%.

MORE:Notícias