Summer Fund Drive
Meta: $10,000
Given so far: $3,983
40%
140 Apoiadores
23 Dias Restantes

Presidente Ucraniano Zelensky Promete Ajudar a Igreja Perseguida

MORE:Notícias
Originally appeared at: OrthoChristian

Presidente Ucraniano Vladimir Zelensky se reuniu ontem com um grupo de Cristãos Ortodoxos perseguidos, ele os ouviu e prometeu resolveu seus problemas.

O presidente estava em uma viagem de trabalho para Rivne, a fim de apresentar o novo chefe do governo provincial. A antiga administração presidencial, bem como a administração da própria Província de Rivne, ficou conhecida por seu posicionamento hostil para com a Ortodoxia Ucraniana; o antigo chefe da Província de Rivne está, alegadamente, até mesmo sob investigação policial por corrupção relacionada ao seu abuso dos direitos dos fiéis.

Conforme noticiou o portal Orthochristian, ao se darem conta de que o Presidente estava vindo para a cidade, um grupo de fiéis e clérigos Ortodoxos se reuniram pacificamente do lado de fora do aeroporto, esperando por uma chance de se encontrarem com o presidente e informá-lo acerca de sua terrível situação. O chefe de estado não os ignorou, antes, foi pessoalmente ao seu encontro e os escutou.

Já se sabe exatamente como foi o encontro, e o resultado foi muito positivo.

Zelensky foi recebido por mais de 200 fiéis e 30 clérigos: um grande número vindo de igrejas tomadas ou perseguidas.

Esses Cristãos Ucranianos estavam cansados, alguns até mesmo choravam, não apenas por causa da perseguição que eles sofreram sob o antigo regime, mas por causa de séculos de opressão sistemática da Ortodoxia pelos supostamente "piedosos" impérios papais do ocidente e dos ímpios Soviéticos.

Ao mesmo tempo, o OrthoChristian noticiou ontem sobre o apoio do governo local da Província de Chernivtsi na tomada de igrejas.

Dor pôde ser ouvida em suas vozes, especialmente quando uma avó Ucraniana presenteou Zelensky com o tradicional pão e sal Eslavo, dizendo:

Estamos felizes em receber o senhor na nossa terra de Rivne. Nós assamos este pão com nossas próprias mãos. Suplicamos que proteja nossa Igreja e que nos apoie, porque não temos ninguém em quem buscar proteção. Fomos lançados para fora da nossa igreja. Nós cultuamos nas ruas.

Zelensky tomou o pão em suas próprias mãos e pediu para que o povo não chorasse, e que fornecessem seus contatos, informações e histórias.

"Eu peço que não chorem. Apenas escrevam para nós seus problemas e nós os resolveremos", assim registrou suas palavras a União Ortodoxa de Jornalistas.

Nessa ocasião, Zelensky certamente olhou nos olhos desse povo sofrido de Rivne e fez uma promessa de resolver seus problemas.

Até aqui, Zelensky causou uma impressão muito positiva nos crentes de Rivne, mas a questão será se ele de fato cumprirá as promessas feitas a eles.

Zelensky foi notado por vários analistas como sendo muito diferente em suas atitudes para com a Igreja em comparação com seu predecessor - considerado pelos fiéis um dos principais perseguidores.

Neste ano, durante a Procissão da Cruz de Toda a Ucrânia na qual mais de 300 mil fiéis participaram, a polícia reconheceu o quanto a Igreja canônica supera numericamente os cismáticos da Igreja Ortodoxa da Ucrânia. Diferentemente do que em anos passados sob a antiga presidência, nenhuma expressiva provocação foi sentida durante a procissão. Enquanto o ex-presidente Poroshenko, ainda se intrometendo em assuntos religiosos, marchava diante da procissão cismática, Zelensky tomou uma postura neutra, não optando por nenhum dos lados, pedindo que a religião una e não divida a Ucrânia.

Em resposta, o Metropolita Anthony, Chanceler da Igreja Ortodoxa Ucraniana, notou que enquanto a igreja está sempre aberta ao diálogo, um diálogo verdadeiramente frutífero não pode acontecer sob o contexto de tomada de igrejas; o ponto que Sua Eminência reforçou foi que, embora palavras positivas sejam importantes, elas somente são genuínas se acompanhadas de ações.

Essa mesma lógica pode ser aplica nesta situação.

Os fiéis da Igreja Ortodoxa Ucraniana estão muito gratos que o Presidente Zelensky se reuniu com eles e disse que iriam resolver seus problemas juntos.

Agora os fiéis esperam que providencias sejam tomadas e que as promessas sejam cumpridas.

MORE:Notícias