Summer Fund Drive
Meta: $10,000
Given so far: $3,902
39%
128 Apoiadores
24 Dias Restantes

Líder da Igreja Russa para o Presidente Suíço: A Democracia NÃO PRECISA Destruir os Valores Cristãos

O Patriarca Cirilo afirma que um estado democrático não necessariamente conduz à uma secularização em massa e a uma rejeição dos valores Cristãos tradicionais...

MORE:Notícias

Por que exatamente a ideia de que uma democracia precisa necessariamente ser anti-Cristã se tornou tão amplamente aceita?

Essa é uma questão que o Líder da igreja Russa, o Patriarca Cirilo, abordou junto com o Presidente Suíço Johann Schneider-Amman, na terça-feira dia 15 de outubro.

Um estado democrático não deve necessariamente conduzir à uma secularização em massa e a uma rejeição dos valores Cristãos tradicionais, enfatizou o líder da igreja Russa:

“Estamos plenamente convencidos de que a estrutura democrática do estado não deve estar acompanhada de uma completa secularização e exclusão de valores Cristãos e religiosos da vida da sociedade”, disse o Patriarca Cirilo.

O Patriarca mencionou que a igreja Russa tem observado com trepidação o processo que se desdobra na sociedade Ocidental contemporânea.

Ele lembrou que a Igreja Ortodoxa Russa tem diálogo com todos os partidos parlamentares na Rússia.

“A igreja não apoia nenhum dos partidos, mas temos diálogo com cada um dos partidos presentes no parlamento, e nós valorizamos a oportunidade de compartilhar opiniões e de contribuir para o desenvolvimento da estrutura democrática de nosso país e da preservação daqueles valores morais sem os quais a vida humana corre sério risco", disse.

Ele também observou que, apesar das diferenças, a Rússia e a Europa se preocupam com os mesmos problemas, e clamou por esforços coordenados para resolvê-los.

Na véspera das eleições parlamentares, os Suíços se preocupam com os tópicos da desigualdade social, clima, ecologia e migração. Esses problemas, que possuem relevância global, podem e devem ser solucionados de forma colaborativa.

Image result for businessperson

“Esses problemas possuem dimensão global, não sendo restritos a um país específico, ou a uma cultura específica. E estou profundamente convencido de que nós devemos solucioná-los conjuntamente”

Ele também mencionou que muito depende das organizações internacionais que possuem suas sedes na Suíça, de relações bilaterais entre países e de um diálogo mais amplo, no qual a Igreja Russa está disposta a participar.

Em resposta, o Presidente da Suíça expressou sua prontidão em providenciar uma plataforma de diálogo a fim de superar a divisão que prevaleceu na Ortodoxia após a (assim chamada) "Igreja Ortodoxa da Ucrânia" ter sido reconhecida pelo Patriarca de Constantinopla.

"Em nossa situação, sofremos mais com as indiferenças do que com cismas", disse. - "Você está preocupado com a unidade da Igreja Ortodoxa diante daquilo que está acontecendo na Ucrânia, e nós nos preocupamos com o fato de que muitos pessoas, infelizmente, estão indiferentes com questões de fé e valores religiosos.

Somos conhecidos como um país que fornece bons ofícios e que sabe como lidar com isso, assim, de bom grado providenciaremos nossos serviços a fim de que você possa encontrar uma solução que sirva a todos.

O Presidente da Suíça também expressou esperança de que a Igreja Ortodoxa Russa auxiliará as igrejas da Europa na questão da preservação e da manutenção de valores morais Cristãos comuns.

Fontes: Rossiyskaya Gazetta / Mospat.ru

MORE:Notícias