Summer Fund Drive
Meta: $10,000
Given so far: $3,902
39%
128 Apoiadores
24 Dias Restantes

Governo Russo Promoverá Valores Conservadores, Diz Proeminente Ativista Alexey Komov

A fim de fortalecer o futuro da Rússia, uma coalisão de elite está encorajando o governo a abraçar a ideologia conservadora, com uma ênfase no casamento tradicional, nas grandes famílias, na educação domiciliar, na ciência criacionista e em uma reduzida exposição à mídia de massa.

Se dirigindo a uma comissão de especialistas de diversas partes do mundo, o proeminente ativista Russo, Alexey Komov, discutiu sobre princípios Cristãos conservadores, notando o papel fundamental que esses valores tradicionais exercem no futuro da Rússia, particularmente no governo.

Komov, representante do Congresso Mundial de Famílias na Rússia e na CIS, falou no terceiro Fórum Chișinău internacional, que se reuniu na Moldávia no dia 20 de setembro de 2019. Vídeo e transcrição estão disponíveis abaixo.

CONTENTS

TRANSCRIÇÃO

Estou muito feliz de estar aqui, de ver todos você. Eu dividirei algumas das minhas considerações sobre as ideias importantíssimas que estamos discutindo aqui.

Em primeiro lugar, eu gostaria de dizer algumas palavras sobre minhas atividades na Rússia. Dentre outras coisas, sou um membro especialista do Concílio Mundial da Nação Russa. . . . Milhares de especialistas se reuniram agora a fim de determinar um plano de longo prazo para o desenvolvimento da Rússia, chamado o "Sonho Russo 2050".

Alexey Komov

Portanto, estamos desenvolvendo um plano de longo prazo para a Rússia, em termos de economia, política, ideologia, e questões sociais e demográficas, e então esperamos que ele seja apresentado para o Sr. Putin e para o resto do governo. Eu quero enfatizar que isto está acontecendo, possivelmente, pela primeira vez desde o colapso da União Soviética há trinta anos atrás, pois que naquelas décadas nós não tínhamos nenhum plano ideológico. Na realidade, em nossa constituição está escrito que não deve haver nenhum ideologia na Rússia. Assim, nos anos 90 e 2000 nós estivemos fazendo apenas comércio - vendemos petróleo e gás. Não há uma dimensão ideológica para a política internacional Russa.

Eu penso que seja muito importante que agora seja o tempo em que a Rússia defina o que querem os Russos, e qual seja a visão a longo prazo da Rússia, internacionalmente.

Houve algumas importantíssimas observações feitas pelo Sr. Dugin, acerca dos comentários sobre a Rússia e a China se opondo ao mundo unipolar. Pode haver alguns desentendimentos acerca disso, mas é importante conceituar.

Além disso, nessas projeções, se estima que por volta do ano de 2050 a Rússia terá uma população menor do que cem milhões de pessoas, que é 1.5 vezes menor do que atualmente. Precisamos drasticamente mudar a situação em termos demográficos. Doutra forma, quem é que defenderá a Sibéria e o Extremo Oriente? Quem construirá o futuro brilhante?

Congresso Mundial de Famílias

E agora eu passo para o assunto importante de prestar apoio às grandes famílias, de incentivar os valores familiares tradicionais... Nós apoiamos e defendemos num nível internacional o conceito natural de família como sendo a união entre um homem e uma mulher, e muitos filhos.

Temos o Congresso Mundial das Famílias,que é provavelmente a maior plataforma que une pensadores pró-família com políticos de verdade. O último fórum que tivemos foi na Itália, em Verona, cidade de Romeo e Julieta, os quais tiveram uma relação muito tradicional (entre sexos opostos). Tivemos Matteo Salvini discursando em nosso Congresso Mundial de Famílias, um Ministro da Educação, um Ministro da Família da Itália e um ministro Húngaro - Katalin Novak. 

Este mero conceito de apoiar valores tradicionais causou uma enorme controversa. Ele quase dividiu o governo na Itália, porque Salvini e Igor vieram e o defenderam - e os outros políticos foram veementemente contra isso. Havia cerca de 20.000 protestantes - feministas de toda a Europa, protestando contra nosso congresso, e no dia seguinte houve uma manifestação ainda maior de 30.000 pessoas a favor. Assim, vemos que isso é de uma dimensão muito importante e sensível.

Alexey Komov discursando no Fórum Chișinău

Portanto, tendo isso em mente, viemos a compreender que a não ser que mudemos a mentalidade da futura geração, nada pode mudar no longo prazo.

Assim sendo, eu e minha esposa Irina começamos a educar domiciliarmente nossos três filhos, e lançamos todo um currículo sobre como educar crianças domiciliarmente de acordo com nossos valores. Sabemos que existem muitas dinâmicas negativas no sistema público de educação. Uma delas é essa educação sexual obrigatória que é imposta na Europa. Durante o governo de Obama, eles até impuseram banheiros transgêneros em todas as escolas públicas. Trump cancelou isso, todavia, ainda se constitui um grande problema.

Mudando-se para a Rússia

Temos visto hoje em dia muitas pessoas de países ocidentais imigrando para a Rússia por essas razões. Nós estamos até mesmo pensando formar uma agência especial que analisará essas pessoas que querem se mudar para a Rússia por razões ideológicas, e concedê-las um documento agilizado do tipo green-card, para que sejam admitidas na Rússia.

Temos família bem interessantes. Por exemplo, o Pe. Joseph Gleason que é do Texas, um Estadunidense, com oito filhos. Pois bem, ele se tornou um padre Ortodoxo e mudou-se para a Rússia. Ele mora em uma pequena casa de madeira com uma nalichniki [janela ornamental Russa], de madeira, uma casa Russa bem tradicional - eu estive lá em visita. Ele é um herói.

E depois uma pessoa do Brasil se mudou para a Rússia

Portanto, é realmente uma transformação que pessoas de países desenvolvidos se encontrem em uma situação que eles não possam educar seus filhos de uma maneira normal, sendo pois forçados a buscarem um lugar mais seguro. 

Educação Domiciliar

Depois nós lançamos esse programa Conversas Clássicas, e crescemos quatro vezes no último ano. Temos cerca de 2.000 crianças estudando em 80 cidades, de Vladivostok a Kaliningrado, por toda a Rússia, e também na Ucrânia, Bielorrússia e estamos começando no Chipre, e depois de amanhã nós teremos uma reunião com educadores domiciliares Moldavos. Se vocês quiserem participar, podem se unir a nós as 14:00h na biblioteca pública aqui em  Chișinău.

A educação domiciliar está crescento bem rapidamente. Estamos usando o modelo clássico, que possui dois mil anos e meio de história... Fazemos uso das técnicas de educação que provaram funcionar muito bem por 2.000 anos, que são chamadas de as sete artes liberais, consistindo do trivium e quadrivium.

O trivium consiste em três estágios: gramática, dialética e retórica. Esse é o processo natural de se processar qualquer informação. Portanto, apenas para dar um rápido exemplo, se vocês quisessem me ensinar como fazer uma pizza: 

  • Primeiro, é preciso aprender os ingredientes, aquilo que é preciso ser posto nela. Isso seria o estágio da gramática, de saber os fatos mais básicos.
  • Então é preciso aprender como colocar os ingredientes juntos, e essa interação e relação entre eles, os resultados, consistirá no estágio da dialética, o da interação.
  • E se quiserem ensinar aos outros como fazer uma pizza, esse será o estágio da retórica.

Assim, antes de bombardearmos as crianças com toneladas de informações sobre diferentes temas, primeiro as fornecemos as ferramentas com as quais se pode aprender qualquer coisa, como processor qualquer informação, e como discernir entre o bem e o mal. Portanto, eu penso que isso é um importante desenvolvimento. 

Existem cerca de três milhões de educadores domiciliares no mundo, a maioria deles nos Estados Unidos (dois milhões e meio), e na Rússia se estima que há cem mil crianças que estudam por esse método.

Há uma grande resistência contra a educação domiciliar, porque se trata de uma verdadeira liberdade educacional, que é um direito humano fundamental. Ele também é mencionado na Declaração de Direitos Humanos das Nações Unidas, artigo 16.3, que a família é a unidade societal fundamental que deve ser protegida, e que os pais são os principais educadores dos filhos - não o estado.

Por exemplo, na Alemanha, durante os anos 1930, a educação domiciliar foi banida por Adolf Hitler, e essa lei ainda é válida na Alemanha dos dias de hoje. Ela é usada para fazer uma lavagem cerebral nas crianças neste unipolar, totalitário, multicultural e politicamente correto liberalismo. Os pais são até mesmo postos atrás das grades por se recusarem a enviar suas filhas adolescentes para aulas de educação sexual nas escolas Alemãs. Pensamos que este seja o novo totalitarismo que devemos lutar contra.

Mundo Multipolar x O Estabelecimento

Retornando para aquelas questões importantes que foram discutidas pelos renomados palestrantes de hoje, sobre o mundo unipolar versus o mundo multipolar, penso que devemos abordar-las de um referencial mais próximo. Penso que é importante identificar na natureza humana o que seja bom e o que seja mal. Os humanos são feitos dessa maneira. Essa é uma questão filosófica importantíssima, e houve diferentes respostas para essa questão ao longo da história.

Os ditos políticos "de Direita", e os ditos políticos "de Esquerda" têm dado respostas diferentes sobre o que é bom e o que é mal. Assim, os políticos conservadores "de Direita" dizem que precisamos manter a tradição, que temos que respeitar Deus e a forma natural das coisas, enquanto que a "Esquerda" diz que devemos ter mais justiça social, e lutar mais e mais contra grandes corporações, que há luta entre as classes sociais, e que este é o paradigma social. 


Alexey Komov

Agora vemos a transformação desse antigo paradigma. Na realidade, o novo inimigo tanto da verdadeira "Direita" e da verdadeira "Esquerda" é o Estabelecimento. Portanto, esse Estabelecimento globalista unipolar é o inimigo comum tanto da Esquerda quanto da Direita. Eu penso que o futuro depende da identificação desse chão comum, e da definição de uma visão positiva de futuro: Quais devem ser nossos próximos passos? Ter esse um inimigo, que é o Estabelecimento, pode em realidade unir os políticos de Direita e de Esquerda.

Vemos essa ascendência do novo populismo com Salvini, Straffe e Trump... ou do movimento de Steve Bannon, que tentou unir os conservadores Europeus. Vemos, pois, essas novas mudanças que precisam ser levadas em consideração.

Penso que no lado esquerdo do espectro político, grandes erros foram feitos nas últimas décadas. Em vez de lutarem pelos reais interesses dos trabalhadores, dos pobres, eles passaram a defender algumas estranhas fantasias como a teoria de gênero e os direitos dos mosquitos - esses ambientalistas, pessoas verdes - pois para eles o mosquito é mais importante do que um filhote humano, que precisa ser abortado porque há supostamente o perigo de superpopulação, segundo as ideias de Malthus.

Por isso eu penso que o movimento de esquerda foi sequestrado por pessoas como George Soros, que somente recentemente contribuiu com mais dezoito milhões de dólares para essa Open Society Foundation, que já foi mencionada várias vezes anteriormente. Eles passaram dos reais e genuínos direitos, dos reais problemas da defesa do pobre, da justiça social, para estranhas fantasias.

Julgo que precisamos perceber que há um novo paradigma, o Estabelecimento contra o resto - do centro deste mundo unipolar, contra a periferia de todos os demais. Devíamos estar combatendo esse novo totalitarismo, e esse novo totalitarismo se manifesta de diversas maneiras. Na educação, eu já mencionei a lavagem cerebral da nova geração. Na mídia de massa - é importantíssmo perceber o quão poderosas são as mídias de massa. 

Os Perigos da Mídia de Massa

Existem estatísticas que dizem que do nascimento de uma criança, até que ela alcance 17 anos de idade, no total ela consumiu mais de 65.000 horas de influência da mídia de massa: internet, mídia social, TV, Hollywood. Isso é seis vezes mais do que o tempo que ela passa na escola, e trinta vezes mais do que o tempo que uma criança passa falando com seus pais - não sentada em silêncio e vendo TV, mas conversando. Pais e filhos passam em média apenas dois minutos por dia conversando uns com os outros. Aquilo é sessenta vezes mais do que o tempo que ela passa na igreja. As mídias de massa são as principais educadoras das crianças.

Por essa razão - em nossa casa - penso que há 20 anos nós já não assistimos mais TV. Pensamos que isso é um ambiente muito mais saudável, não assistir TV.

Algo interessante que eu percebi é, quando você para de assistir TV, eles começam a convidar você para falar na TV, porque então você tem suas próprias ideias para dizer, que é o que a TV quer. Portanto, por favor, se vocês querem influenciar o mundo, parem de assistir TV.

Alexey Komov

Além disso, esse novo totalitarismo tem combatido contra a religião. Temos ouvido sobre o agnosticismo e todas essas seitas satânicas ocultistas, eu penso que esse terrível incêndio em Notre Dame de Paris foi muito simbólico ao mostrar toda essa dinâmica do real ataque contra a igreja. Foi uma coisa terrível e muito triste de se ver.

Mas esse consumismo, egoísmo, hedonismo, materialismo e também o Darwinismo são impostos como religião para as crianças, muito embora os novos dados - dados científicos - especialmente na área de genética, e em todas as outras áreas da ciência e da biologia, dizem que a teoria do Darwinismo não se sustenta. A teoria da evolução está ruindo. Os fatos não podem ser explicados por ela. Uma explicação muito melhor é que o mundo necessariamente foi criado por um Designer, um Criador inteligente, e isso nos traz de volta para a verdade da religião.

Portanto, eu gostaria de concluir com uma citação de um antigo pensador e retórico, Cícero. Ele costumava dizer, há mais de 2000 anos:

"Os tempos são maus. As crianças já não ouvem mais a seus pais, e todos estão a escrever livros".

Bem, espero que todos vocês estejam escrevendo seus próprios livros, e espero que esta terceira conferência em Chișinău escreverá, se não um livro, ao menos um capítulo nesse grande movimento em direção a um mundo melhor, em direção à verdadeira liberdade. Com a ajuda de Deus, seremos vitoriosos.

Obrigado, Yuri, por nos convidar. Obrigado.