CORRUPÇÃO: EUA deu $100 mil para importante site Cristão Grego que promovia a intromissão da CIA nas políticas da Igreja Ucraniana.

MORE:Notícias
Originally appeared at: Orthodox Christianity

A mídia Orthodox Times surgiu como a versão Inglesa da vastamente conhecida mídia Ortodoxa Grega Romfea no final de dezembro do ano passado. Com seu lançamento oficial em Janeiro desse ano, ela teve o financiamento do governo dos EUA.

Em fevereiro, a mídia noticiou que o Embaixador Estadunidense na Grécia Geoffrey Pyatt se encontrou com a  equipe editorial. Após o encontro, o Embaixador escreveu um tweet: "Amei conhecer a equipe @RomfeaNews...

A equipe do The Orthodox Times com o Embaixador Estadunidense Geoffrey Pyatt. Foto: orthodoxtimes.com

Estamos animados que o @StateDept concedeu apoio para o lançamento desse esforço significativo para fortalecer a mídia livre, combater a desiformação e destacar os valores que nós compartilhamos com a Ortodoxia e o Patriarca Ecumênico".

Geoffrey Pyatt@USAmbPyatt

Amei conhecer a equipe @RomfeaNews. Estamos animados que o @StateDept concedeu apoio para o lançamento desse esforço significativo para fortalecer a mídia livre, combater a desiformação e destacar os valores que nós compartilhamos com a Ortodoxia e o Patriarca Ecumênico. Καλή αρχή!

View image on Twitter

Conforme o site oficial do governo dos EUA USASPENDING.gov, esse apoio veio na forma de uma ajuda de $100.000.

Essa ajuda cobriu o período de 1º de outubro de 2018 até 31 de Outubro de 2019, sendo concedida "PARA COMBATER ENTIDADES QUE ESPALHAM FAKE NEWS E ENGANAM CRENTES EM COMUNIDADES ORTODOXAS, POR MEIO DO MONITORAMENTO DA IMPRENSA E DA EXPENSÃO DO ALCANCE DO PORTAL DE NOTÍCIAS ROMFEA.GR".

Screenshot from usaspending.gov

Captura de tela do usaspending.gov

Orthodox Time era originalmente conhecido como Romfea News, como é possível percebe a partir do tweet do Embaixador Pyatt.

Os fundos foram concedidos pelo Departamento de Estado para o World Media Orthodox Network Private Company.  Conforme a página “Sobre Nós” do Orthodox Time, “O Portal é propriedade da World Media Orthodox Network Private Company”.

A agência administrativa por detrás da ajuda é o Bureau de Assuntos Europeus e Euroasiáticos do Departamento de Estado, e cai sob a categoria “19.878: EUR-OTHER,” cujo "objetivo primário é promover transações democráticas e de livre mercado nos antigos países comunistas da Europa Oriental e Cental, e na Eurásia, possibilitando-os superar seu passado e se tornarem membros confiáveis e produtivos da comunidade Euro-Atlântica das democracias Ocidentais".

O Departamento de Estado Norte Americano tem sido muito transparente sobre seu apoio à criação da "Igreja Ortodoxa da Ucrânia" pelo Patriarca Bartolomeu. Além disso, o "Metropolita" Epifânio Dumenko gradeceu pessoalmente o Secretário de Estado Mike Pompeo pelo apoio dos EUA na criação da IOdU (Igreja Ortodoxa da Ucrânia).

Muito embora o período da ajuda tenha acabado em 31 de outubro de 2019, a World Media Orthodox Network Private Company também possuía um registro no site governamental “System for Award Management” [Sistema para o Gerenciamento de Concessões - N.T.], que revela que a companhia foi registrada para o período de 14/06/2019 até 12/06/2020, sendo a razão de seu registro listada como "Auxílio Federal de Concessão Única".

Screenshot from sam.gov

Captura de tela de sam.gov

Conforme o OrthoChristian foi recentemente informado pelo editor do The Orthodox Times, o site já não tem mais conexão com o Romfea.

***

O Embaixador Pyatt é um agitador anti-Rússia bem conhecido. Tendo servido anteriormente como Embaixador na Ucrânia, ele foi instrumental para a organização da revolução Maidan de 2014. Sendo o Embaixador na Grécia, ele tem continuado tais atividades, se encontrando com figuras proeminentes no mundo Ortodoxo Grego, incluindo o Patriarca Bartolomeu por diversas vezes, o Metropolita Hierotheos (Vlachos), o Abade Efraim do monastério de Vatopedi, no Monte Athos, e o Arcebispo Jerônimo.

Ele foi descrito como uma “figura de ódio Russa,” e até mesmo acusou abertamente a Igreja Russa de tentar minar o papel do Patriarca de Constantinopla.

MORE:Notícias