O Diabo é Expulso pelo Jejum, Leitura do Evangelho e Combate aos Pensamentos Maus

Ele está tentando nos destruir de todos os meios: nós, da nossa parte, também devemos usar todas os meios para o derrotar. Ele declarou uma guerra implacável contra nós; nós, também, declararemos guerra contra ele. . .

Falando dos meios que servem para desonrar e afastar o diabo, já mencionámos a oração, a humildade, a leitura do Saltério, a diligência e a oração a São Miguel Arcanjo. Agora vamos discutir os benefícios de alguns outros meios, nomeadamente, jejuar, estudar o Evangelho e lutar contra os pensamentos malignos.

O Venerável Macário estava um dia sentado na beira da estrada, quando viu o diabo, disfarçado de homem, a dirigir-se para um mosteiro próximo e a carregar dezenas de vasos de todo o tipo. Parando o demónio pelo poder da oração, o santo perguntou-lhe para onde ia.

"Vou visitar os irmãos", respondeu o demónio. "Que tipo de vasos são estes que tens contigo?", perguntou o Venerável Macário. "Estes são diferentes iguarias para os monges", respondeu o demónio. "Porque são tantos?", perguntou Macário. "Tenho muito para os irmãos escolherem no caso de não gostarem de um ou mais deles. Desta forma, se eles não aceitarem uma das minhas más sugestões, posso sempre oferecer-lhes outra, ainda mais amarga, e assim apanhar alguém", disse o demónio e continuou no seu caminho.

O monge ficou à espera do seu regresso. Quando o diabo voltou, perguntou-lhe: "Bem, como estás?". "Não bem", respondeu o demónio, "quase todos os monges me rejeitaram, enquanto apenas um deles me obedece um pouco". "Qual é o seu nome?" "Teopemptos", respondeu o demónio e desapareceu.

Macário foi então para o mosteiro. Tendo tomado conhecimento da sua visita, os monges saíram ao seu encontro. Traziam ramos de palmeiras e competiam uns com os outros, convidando-o cada um para si. Tendo descoberto qual deles era Teopemptos, Macário foi vê-lo e foi recebido com alegria. Começou uma conversa. "Como está?", perguntou o venerável ao seu anfitrião. "Estou bem. Obrigado pelas vossas orações", respondeu Teopemptos. "Bem, e os pensamentos malignos? Eles incomodam-te de todo?", continuou o ancião.

Com vergonha de os admitir, o monge disse que os pensamentos malignos não o incomodavam. "Que homem de sorte!", exclamou o venerável, "Há tantos anos que jejuo, e podes ver por ti mesmo como todos me honram, mas os maus pensamentos ainda me assombram".

Então, Teopemptos também confessou: "Sim, pai, também eu estou profundamente possuído pelo espírito da fornicação!". O ancião começou então a extrair do monge os seus outros maus pensamentos, e Teopemptos confessou a muitos. "Até que hora estás a jejuar?", perguntou então Macário.  "Até à terceira hora da tarde", respondeu o monge. O venerável disse: "Tenta observar o jejum até à noite; lê e estuda o evangelho e os escritos dos santos padres. Se surgir algum pensamento maligno, afasta-o com toda a força da tua alma, e o Senhor ajudar-te-á a derrotar o inimigo”.

Teopemptos prometeu seguir os conselhos do ancião, e Macário deixou-o. Pouco tempo depois, voltou a encontrar-se com o diabo e à sua pergunta "Onde vais?" recebeu de novo a resposta "Vou visitar os irmãos". E novamente, depois de esperar pelo regresso do demónio, o monge perguntou-lhe como é que ele estava. "As coisas estão muito más", respondeu o demónio, "Agora todos os monges, sem exceção, rejeitaram-me, incluindo Teopemptos. Não sei quem foi que o corrompeu. Por agora, ele tratou-me da pior maneira de todas". Depois disto, o demónio desapareceu, e o monge voltou à sua cela, glorificando a Deus.

Vendo disto como o jejum insuportável, a palavra de Deus e a luta com pensamentos malignos são para o demónio, usemos também estes meios para nos opormos ao nosso inimigo comum. Ele está a tentar por todos os meios destruir-nos: e nós, da nossa parte, devemos também usar de todas as formas para o derrotar. Ele declarou uma guerra implacável contra nós; e nós também declararemos guerra contra ele. Ele ruge como um leão, à procura de alguém para devorar; e nós vamos sair contra ele vestidos com toda a armadura de Deus. Amém.