Restaurando Comunidades Cristãs Agrícolas na Rússia Rural

No interior da Rússia, em Rostov, um renascimento Cristão está acontecendo!

Rostov, o Grande (Rostov Veliki em Russo) fica apenas 200 km a nordeste de Moscou. Ela é uma das cidades mais antigas da Rússia, tendo sido fundada em 862: ao mesmo tempo em que a própria Rússia foi fundada. 

Rostov, o Grande, é a pátria de toda a terra nordestina da Rus. Neste lugar, em 991, a primeira Catedral da Dormição (Catedral da Assunção) foi construída. Depois, a primeira eparquia Russa de Rostov-Suzdal foi estabelecida. 

O Príncipe Vladimir, com o clero e suas forças armadas, cristianizaram [batizaram] os cidadãos de Rostov no Lago Nero. Para comemorar este evento, uma cruz memorial foi erigida. Deste lugar, as margens do Lago Nero, a Igreja Ortodoxa Russa começou a espalhar-se por todo o país.

Igrejas, templos e monastérios na cidade de Rostov, o Grande, não estão em má condição, graças a turistas viajando pelo Anel de Ouro. Todavia, na área rural ao redor da cidade, a situação é completamente diferente. Igrejas e um monastério estão abandonados sem telhados e domos. Alguns deles estão praticamente em ruínas. Alguns vilarejos encolheram muitíssimo. Existem terrenos negligenciados ao redor de igrejas solitárias.

Esses antigos vilarejos, assim como a grande cidade, são ricos em bens espirituais e históricos. Um exemplo é o antigo vilarejo de Ugodichi, cujos cidadãos foram os primeiros a apoiarem o apelo do Príncipe Vladimir para abraçar o Cristianismo. Em comemoração a este evento, uma igreja de madeira foi construída da noite para o dia nas margens do Lago Nero, em honra aos Santos Mártires Ciríaco e Julita. 

Em 991, quando o Príncipe Vladimir Cristianizou a Rússia, a primeira igreja de carvalho no principado de Rostov foi construída. Isto também aconteceu da noite para o dia. A igreja foi nomeada em honra aos Santos Ciríaco e Julita.

Os Santos Mártires Ciríaco e Julita são respeitados em todo o mundo. Pessoas oram a eles por felicidade e pela recuperação de crianças enfermas. Antigos manuscritos contêm uma detalhada hagiografia de Ciríaco e Julita. Eles descrevem a disputa entre São Ciríaco e o Hegúmeno Alexandre sobre a fé, os atos de Deus, também como a oração que o santo mártir orou diante de sua morte. Nesta oração, Ciríaco rogou ao Senhor que concedesse perdão de pecados, abundância e alegria àqueles que lembrassem do dia do seu martírio, e que em sua memória dessem esmolas e alimentassem os pobres. Ele pediu ao Senhor que salvasse da morte aqueles que orassem a Ele em seus infortúnios. Jesus Cristo, manifestando-se a Si mesmo diante do mártir, prometeu conceder todas suas súplicas.

Em Ugodichi permanece uma Igreja de São Nicolau o Milagreiro. Além desta Igreja, existe uma Igreja com cinco altares ainda mais antiga, a Igreja da Santa Teofania. Uma das capelas desta igreja é dedicada aos Santos Ciríaco e Julita. A igreja foi construída no séc. XVII. No tempo da perseguição, ela foi demolida. A torre do sino sem seu domo é tudo o que resta. Nós cremos piamente que o Senhor irá prover ajuda e benefícios às pessoas que restaurarem esta igreja em ruínas com a capela dos Santos Ciríaco e Julita, como foi prometido a São Ciríaco antes de sua morte.

Nos arredores de Rostov, o Grande, existem muitas outras igrejas que precisam ser reconstruídas. Não somente igrejas precisam ser restauradas, mas tudo ao seu redor. Existem muitos campos abandonados e fazendas negligenciadas.

Rostov, o Grande, é a terra natal da Rússia Cristã. Além disso, a região é o berço da agricultura Russa, com uma história de vastos campos cultivados e plantação de vegetais. Desde tempos antigos, o fértil e produtivo solo ao redor do Lago Nero não alimentou apenas os cidadãos de Rostov e os povos das demais regiões da Rússia, mas também aqueles que viviam muito além das fronteiras Russas. Um exemplo é a famosa ervilha verde de Rostov, que era enlatada e levada até a França no período medieval. 

A fim de restaurar as igrejas destruídas e a antiga glória do plantio de vegetais em Rostov, nós criamos uma fundação de caridade chamada Rostov Pravoslavnie - que significa "Rostov Ortodoxa" - em honra ao Santo Leôncio, Bispo de Rostov. No primeiro estágio, planeja-se restaurar a Igreja da Epifania com a capela de Ciríaco e Julita, no vilarejo de Ugodichi. Depois, a igreja deverá organizar a primeira comunidade agrícola Ortodoxa.

Existem cerca de 50 igrejas em ruínas ao redor de Rostov. Aqui podemos ver uma delas.

Toda a fundação foi construída no séc. XIX. Contudo, esta igreja temporária de madeira permanece sobre a fundação da torre do sino do séc. XVIII. Agora liturgias são realizadas aqui. 

O vilarejo de Blagoveshenkaya Gora costumava ser um lugar vivaz e populoso, com muitas casas, fazendas e outras estruturas. Agora, você pode ver que existem apenas algumas poucas casas. Antes da Revolução, haviam duas construções de tijolos e uma plantação de batatas. Ela fornecia batatas desidratadas para o norte Russo.

O objetivo da nossa fundação de caridade - Rostov Pravoslavnie, em honra a São Leôncio, Bispo de Rostov - não se limita a projetos de reconstrução de igrejas. Nós desejamos trazer vida de volta para esta terra e restaurar a coisa mais importante: pessoas ativas e industriosas que amem seus trabalhos, seu país e seu vilarejo. A restauração da Rússia, como um estado, depende da restauração de tais igrejas e das comunidades agrícolas Ortodoxas ao seu redor. Pois se uma unidade social for restaurada - por exemplo, uma família ou um vilarejo - o estado funcionará melhor, e a vida de seus cidadãos irá tornar-se muito melhor.

Nós pedimos a todos que respeitam e admiram os Santos Mártires Ciríaco e Julita, e que desejam que esta terra seja renovada, que doem em prol deste esforço - pelo amor dos Santos Ciríaco e Julita, e em ajuda para a organização de nossa primeira comunidade agrícola Ortodoxa.

  • Shqip
  • العربية
  • English
  • Français
  • Deutsch
  • Bahasa Indonesia
  • Italiano
  • Português
  • Русский
  • Español