O Vaticano Investiu em Empresa de Pílulas Abortivas

O Vaticano investiu 20 milhões de euros na Novartis, cuja subsidiária Sandoz é responsável pela produção e venda da "pílula do dia seguinte".

O Vaticano investiu durante 20 anos em uma empresa farmacêutica que produz abortivos, segundo a publicação italiana "churchmilitant".

O relatório afirma que o Vaticano investiu 20 milhões de euros na empresa Suíça Novartis, cuja subsidiária Sandoz é responsável pela produção e venda da chamada "pílula do dia seguinte".

O correspondente da Church Militant em Roma Jules Gomez acredita que o investimento não foi uma violação deliberada do ensino da Igreja: "Estamos falando de um grau muito alto de incompetência, e esta incompetência pode ser vista em todos os níveis da burocracia do Vaticano".

"O Vaticano realmente precisa abrir seus olhos para a extrema corrupção encontrada nas grandes farmacêuticas", observou Gomez.

As ações da Novartis foram vendidas em 2016, mas o Vaticano continua a apoiar empresas controversas, incluindo investimentos na Pfizer e na Moderna.


Fonte: spzh.ru (Russo)